Comemorações de fim de ano e saúde mental

Taís Santos

Taís Santos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Comemorações de fim de ano e saúde mental

Vamos entender como as comemorações de fim do ano podem influenciar em nossa saúde mental??

Em resumo, confraternizar é estar com pessoas, é um momento de socialização que reúne indivíduos com interesses semelhantes.

Estar em uma comemoração faz com que tenhamos diversas reações e comportamentos para aquele momento.

Por exemplo, você já se sentiu empolgado e ansioso para alguma comemoração ou reunião?
Ou ainda, não queria estar reunido no momento ou com determinadas pessoas?
Pois bem, são dessas reações que estamos falando.

Saber identificar alguns desses pontos é muito importante para preservar sua saúde mental. É preciso que nós estejamos atentos em como ficamos, como sentimos, como nos colocamos diante desses momentos.

Estar feliz e empolgado para estar em momento compartilhado pode indicar maturidade, desenvolvimento em habilidades sociais e relacionais, boa autoestima, entre outros.

Quando evitamos, de forma exagerada, estar em situações compartilhadas, esta questão pode ser sintoma de adoecimento.

Assim, isolamento, insegurança, receio de julgamento, autoestima diminuída entre outras questões podem estar contidas neste comportamento de evitar o coletivo.

É claro que não podemos participar de todos os eventos e agendas, o fim do ano pode se tornar cansativo e estressante.

Entretanto, é preciso entender como cada pessoa é inserida para as confraternizações.

A dica é estabelecer planos, assim você aproveita o melhor que o fim do ano e as comemorações tem a oferecer.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Leia Também

autoconhecimento
Catiane Giocondo

Dificuldades do dia a dia

A verdade é que não é necessário ter um problema específico para procurar um psicólogo. É entender que chuva vem para todos e cada um lida de forma diferente com a chuva que caí.

Leia Mais

Deixe uma resposta