Estágios do Desenvolvimento Infantil

Taís Santos

Taís Santos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Estágios do Desenvolvimento Infantil

Conceber e preparar um filho para uma vida saudável e próspera é o desejo da maioria dos pais, mas como lidar com este desafio? Os filhos devem ser atendidos e cuidados, mas desenvolver autonomia, os filhos devem ser amados e ensinados, mas também devem reconhecer as figuras dos cuidadores como sendo também de autoridade…

Para solucionar parte desta tarefa é preciso conhecer o funcionamento básico do desenvolvimento da criança e oferecer nos momento mais adequados as possibilidades e estímulos de aprendizado. Neste contexto Jean Piaget (biólogo, psicólogo e epistemólogo suíço) explica como, em sua pesquisa, as crianças se desenvolvem. Para ele existem quatro estágios do desenvolvimento a serem considerados:

  • Sensório Motor: Engloba os dois primeiros anos de vida da criança, nesta fase os bebês aprendem sobre o mundo, principalmente através do tato e demais sentidos, é uma fase mais egocêntrica que se concentra na evolução e percepção dos movimentos e domínio maior das funções corporais.
  • Pré-operacional: Tem sua ocorrência dos dois aos sete anos da criança, nesta fase ocorre o início da organização de objetos de forma mais lógica, desenvolvimento dos processos de imaginação (faz de conta) e memória, a compreensão de ideias de passado e futuro e a ocorrência da alfabetização ou o início da mesma.
  • Operacional concreto: Fase representada dos sete aos onze anos. A criança aprende, por exemplo que quantidades podem assumir formatos diferentes, a percepção consciente sobre os outros e acontecimentos do ambiente, é o início de pensamentos lógicos.
  • Operacional formal: Período que ocorre com onze anos ou mais. O raciocínio verbal e o pensamento hipotético são desenvolvidos nesta fase. A criança é capaz de usar a lógica para resolver problemas, planejar e organizar o mundo ao redor.

É importante entender que os períodos vão ocorrer de forma dinâmica, variada de criança para criança, podem ser precoces ou tardios e é importante observar as condições gerais durante todo o processo. Aprender a andar, falar, controlar as funções corporais (ir ao banheiro, comer, beber), ter bom acompanhamento escolar e uma oferta adequada de estímulos. É importante ainda se atentar as rotinas: ambientes, convivência social, saúde, horários entre outros.

Se você tem alguma dificuldade de compreender o desenvolvimento infantil, saiba que a psicoterapia pode te ajudar neste contexto. Agende sua sessão!

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Leia Também

Sem categoria
Jaqueline Cruz

Sobre mim…

Olá queridos leitores, eu vou encerrar esse ciclo de apresentações que fizemos por aqui! Me chamo Jaqueline de Oliveira Alves da Cruz ( sim! Assim

Leia Mais
Profissionais
Catiane Giocondo

Relato Profissional

Psicóloga Catiane Giocondo, conheça minha trajetória profissional e veja que tudo que nos rodea nos remete a nossa missão. Caminhos surgiram para outra direção, porém a psicologia me escolheu para atuar com atendimento clínico.

Leia Mais

Deixe uma resposta

Fechar Menu