A palavra vem do grego: “psico” que significa mente ou alma e “logia” que significa estudo. É, portanto, a ciência que estuda processos mentais do ser humano e tudo que tem relação com estes processos, como emoções, pensamentos, sensações, percepções, comportamentos, entre outros.

O psicólogo é um profissional formado e habilitado que utiliza diversas técnicas e ferramentas de análise para verificar e tratar doenças e distúrbios mentais, de comportamento e uma série de questões relacionadas ao dia a dia das pessoas, como melhorar o drsempenho no tralanho, relacionamentos, atividades físicas.

Não existe uma forma precisa de determinar quando uma pessoa precisa de um psicólogo. Este profissional pode atuar de forma preventiva, de suporte ou mesmo remediativa em diversas questões do dia a dia. Ao perceber que existe algo que causa desconforto, impede ou dificulta as ações diárias então é preciso buscar por um profissional para lidar com a questão.

O psicólogo visa atuar sobre a demanda trazida por aqueles que o procuram, sendo este processo único e personalizado. Este profissional pode auxiliar quando ocorrem sentimentos constantes de solidão, ansiedade, tristeza, estresse, raiva, desinteresse, sensação de descontrole, vazio, pensamentos negativos, não pertença, situações traumáticas, indecisão, sintomas físicos, culpa, luto, dificuldades no relacionamento, isolamento, manias, medos, processo de apoio em doenças mentais, bem como, orientações, mudanças na rotina, carreira, maturação, tomada de decisão, necessidade de autoconhecimento, transição em qualquer fase da vida, aproveitamento e desenvolvimento de habilidades, entre outros.

Após a formação em psicologia o profissional deve fazer seu registro no Conselho Regional de Psicologia (CRP), este repassa as informações ao Conselho Federal de Psicologia (CFP). É entregue um documento com o número de registro que funciona como uma identidade profissional, através deste número é possível verificar a situação do profissional, e claro, se é realmente psicólogo. É possível realizar a consulta clicando aqui

Não. Os serviços de psicologia estão ainda muito associados ás pessoas com transtornos psiquiátricos “doidos, dementes” e as instituições de internação “manicômios”, processos e nomes antigos, que não são mais utilizados, que carregam ainda hoje muitos preconceitos, desconhecimento e resistência. Psicólogo é para todo aquele que deseja viver uma vida mais tranquila e feliz, que se preocupa com o cuidado da saúde mental, tanto quanto do corpo.

O psicólogo é formado em psicologia, visa lidar com questões psicológicas e comportamentais sendo a principal forma de intervenção a terapia com base no diálogo e expressão. São exemplos de demandas psicológicas as crises em diversas fase da vida, dificuldade em relacionamento, luto, ansiedade, depressão, questões profissionais, testes vocacionais, entre outros.

O psiquiatra possui formação em medicina (médico) e se especializa em psiquiatria, tem o foco de sua atuação em doenças e transtornos mentais, sendo a principal forma de intervenção a prescrição de medicamento. São exemplos de demandas psiquiátricas a esquizofrenia, transtorno obsessivo compulsivo, dependência química, bipolaridade, pânico, ansiedade, depressão, entre outros.

A atuação psicológica e psiquiátrica é recomendada para diversos casos, não são concorrentes e podem auxiliar na melhora da pessoa de forma mais completa. É necessário que haja ajustes entre as intervenções, assim comunique aos profissionais

O código de ética do psicólogo indica que os processos devem ocorrer sob sigilo e confidencialidade para com aquele que é atendido, isto significa que apenas profissional e paciente/cliente terão conhecimento das informações, situações, enfim, de tudo o que é dito e expresso durante as sessões, inclusive como parte do processo de terapia.

O atendimento é realizado em sessões com duração e frequência determinados e adequados para as necessidades do paciente/cliente. Podem ocorrer de forma individual ou grupal.

O psicólogo pode atuar em diversos ambientes, conforme as necessidades. Estão presentes em hospitais, clinicas e consultórios particulares, ambulatórios, ou equipamentos sociais na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) e Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Não existe restrições. O psicólogo pode ser consultado sempre que ocorra insatisfação, conflitos, sofrimento, desejo de mudanças ou mesmo curiosidade, podendo intervir na vida pessoal, profissional, financeira, amorosa, familiar e social.

Fechar Menu