Saúde Mental: Como o hábito de reclamar pode adoecer

Taís Santos

Taís Santos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Saúde Mental: Como o hábito de reclamar pode adoecer

Reclamar é um comportamento verbal muito comum e até certo ponto saudável, é uma forma de expressar desagrados e descarregar conteúdos emocionais, entretanto, deve ser um recurso para mudança de comportamento e não funcionar sempre como válvula de escape, tornando-se um hábito em si.

O que ocorre é que algumas pessoas reclamam de praticamente tudo, sente-se vulneráveis, percebem o ambiente como hostil e estão sempre em descarga de negatividade, não buscam formas para melhorar as condições e recursos, concentrando-se apenas em reclamar. Pessoas que reclamam menos, tem maior possibilidade de acesso a seus recursos internos, percebem o ambiente com equilíbrio ou com possibilidades de reações saudáveis, tendem a ser mais positivas e autoconfiantes e por isso recorrem menos às reclamações.

Quando reclamamos demais este comportamento afeta a saúde mental, de diversas formas. É preciso entender se a pessoa apresenta determinados sintomas porque reclama demais, ou se as reclamações são a resposta de um quadro de adoecimento já estabelecido e por isso é importante buscar ajuda profissional.

A saúde mental e do corpo ficam alteradas e podem sofrer diversos prejuízos como: O aumentando níveis de cortisol (hormônio do estresse), que ao longo do tempo com muitas “descargas” pode aumentar níveis de hipertensão, AVC  e problemas cardíacos; Costuma gerar pensamentos negativos e muitas vezes disfuncionais, afetando a percepção geral da pessoa com relação a si e com relação ao ambiente, a generalização destes pensamentos pode ocasionar diversos sintomas psicológicos como ansiedade, depressão, sensação de vazio, desesperança, angústia, insônia entre outros.

As reclamações constantes também fazem o organismo entrar em fadiga, aumentando níveis de indisposição, alterações de humor que podem surgir devido aos diversos desequilíbrios já citados, a pessoa também tende a afastar familiares e amigos, o que também prejudica seu nível relacional, é possível notar ainda problemáticas relacionadas a memória, reclamar afeta uma área do cérebro chamada hipocampo, ocasionando falhas na memorização ou resgate de informações.

Assim se você sente que tem se tornado uma pessoa “reclamona” e tem tido dificuldades de enfrentar e soluciona esta questão a psicoterapia é indicada e poderá te auxiliar com este comportamento, sintomas e causas.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Leia Também

Deixe uma resposta

Fechar Menu