Voz e atenção às crianças

Catiane Giocondo

Catiane Giocondo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Voz e atenção às crianças

No mês de outubro comemoramos o dia das crianças, momento em que se tem um olhar a eles, muitas das pessoas presenteiam as crianças com mimos, trazendo alegria despertando um sorriso.

O olhar para criança deve existir sempre como uma prática constante.

Entretanto é preciso observar as mudanças de comportamentos das crianças.

Em situações que habitualmente traziam alegrias e não traz mais. Como exemplos:

Passeios que a motivavam e deixavam ela entusiasmada;

A chegada de um familiar que representava alegria e atualmente a deixa retraída e quieta;

Data comemorativa como aniversário que já não traz tanta alegria como antes;

Choro constante sem causa evidente;

Baixa no desempenho escolar;

Pesadelos noturnos;

Sintomas físicos como dores sem causa;

Irritabilidade com amigos, pais, irmãos sem causa.

São observações possíveis nas quais os pais conseguem identificar que algo não está bem com a criança.

As crianças não utilizam o mesmo vocabulário que os adultos para tratar de uma dor ou sentimento que não domine.

São sentimentos como, medo, raiva, insegurança, tristeza, violência física ou mental existentes na vida da criança e que são ditas por elas de formas diferente dos adultos.

A dica é: Aprenda a observar os sinais que as crianças emitem e se não conseguir ajudá-la, busque auxílio de um profissional.  

Dia das crianças feliz é o dia em que podemos dar voz a elas.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Leia Também

Deixe uma resposta